sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Neo

Nelbia Romero (Uruguai - 1938-2015)
Sol entre as rochas - xilogravura
40cm x 29 cm - Coleção particular
Subia-se de elevador; umas quase vinte pessoas por viagem. Escadas estavam lá, mas dois ou três mais sorridentes alcançavam os degraus. Era pela privacidade, imagino, que uma a uma das viventes deixava a porta que se abria ao deslizar. Foste em um só movimento que se seguia, era apreciável. Chegavam-se outras tantas dos assentos acolchoados em padrões verticais coloridos. Algumas continuavam em outra linha suas caminhadas.

Procurava toda esquina que pudesse ver, de dentro, a chuva que encontrava chão em oito segundos de queda. Rotina de terças e quartas; quintas estavam reservadas ao passeio pela rua torta, a rua curva que apresentava entradas para pequenas vilas, não de pescadores, ao menos não de peixes e batatas. Acho que foi o vinho, certos sorrisos centrais e uma dose de cinema.

Letreiro em vermelho trazia os sons que, sentado, poderia desenhar muitos neos-quaisquer. Este estilo de arquibancada, um balcão suspenso de sequência de quadros projetados sucessivamente até que se observem suas inércias. Vinham então as notas primeiras do piano famoso. Na manhã, durante o café, a pizza era fria.