sábado, 26 de setembro de 2015

Fateixas

Lucio Fontana - Concetto Spaziale - Attesa
1960 - óleo sobre tela - 93cm x 73cm
Tate Gallery, Londres, Reino Unido
Na praia, na beira d'água - onde as ondas minúsculas quebram - fazíamos nossos castelos de areia. Um baldinho e uma pequena pá, todos de plástico. Acho que não precisávamos de muita coisa; algo entre imaginar e sentir com as mãos um pouco daquele calor e outro sentimento que os dedos nos falavam.

Tínhamos divisões claras do que relataríamos mais tarde: um esforço de quase uma hora e depois que a maré começa a subir, alguma espuma mais densa vai lá e nos faz recomeçar. Uma hierarquia de repetições, porque - talvez - fosse essa a corrente a percorrer. E dentro delas, olhar pro horizonte e ver a nós mesmos.

Um dia destes, de primavera intensa e pouca chuva, vamos nos sentar no chão do mar. Respirar as visões que inventaremos e as vontades que não teremos. Celebraremos as noites de pouco vento e os olhares mais céleres. E em tarde de boa histórias, vamos deixar que olhos se abram e que algumas de nossas memórias recolham as fateixas.